Sinalética aconselhada nas Embalagens

As embalagens de vidro são recicláveis

Embalagens de produtos alimentares, de bebidas e outras embalagens, e que, uma vez usadas, podem ser recolhidas de forma selectiva. Frascos, garrafas, garrafões, boiões, fazem parte do grupo das embalagens de vidro recicláveis.

Sinalética aconselhada nas Embalagens

ASPECTOS A TER EM CONTA PARA OTIMIZAR A RECICLAGEM:
– Evitar a utilização de tampas não destacáveis em cerâmica e aço, devendo estas ser substituídas por outro material compatível com a reciclagem do vidro.

NÃO SÃO RECICLÁVEIS NO FLUXO DAS EMBALAGENS DE VIDRO:
– Vidro Hospitalar: ampolas e vidro proveniente de hospitais, clínicas, centros de saúde, consultórios, laboratórios de análises, etc.
– Vidros Especiais: aramados, pára-brisas, cerâmicos, plastificados, ecrãs de TV/Computador, lâmpadas, espelhos, vitrocerâmicos, pirex, vidro cristal, cristais de chumbo, vidro opala, vidros não transparentes, vidros corados e todos os demais vidros cuja composição química difere da do vidro de embalagem;
– Infusíveis: porcelana, faiança, azulejos, cimento, tijolos, pedras de proveniência diversa, materiais de construção civil;
– Metais ferrosos (ferro, aço) e/ou metais não ferrosos (por ex.: chumbo, estanho, alumínio).
– Evitar os sistemas de fecho metálico «à antiga», com tampas de cerâmica ou plástico presas à garrafa

Materiais produzidos a partir de vidro reciclado